Quando as pessoas adoecem, a sua vida muda. Com frequência deixam de poder cuidar de si mesmos e dependem da ajuda de outros, apenas podem esperar que os outros venham ao seu encontro. Deixam de ser “rentáveis”. Já não valem nada para a sociedade. com frequência caem no isolamento, perdem coragem e esperança.

Jesus não evitou os doentes. Fez-lhes ver que Deus os ama. Curou muitos deles. Porque a Igreja não é somente uma comunidade de fé mas também de vida, cada um deve poder sentir que tem nela um irmão, uma irmã: visitar os doentes é uma obra de misericórdia.

O sacerdote reza pelo doente e com o doente. Por esta santa unção e pela sua infinita misericórdia, o Senhor venha em teu auxílio com a graça do Espírito Santo; para que, liberto dos pecados, Ele te salve e, na sua bondade, alivie os teus sofrimentos.

Depois da unção, o doente recebe a santa comunhão, o “viático” (pão para o caminho).

Se a doença piora or perdura, o doente pode receber este sacramento várias vezes.

(Eu Creio, Pequeno Catecismo Católico)

Posted by paroquia On Maio - 10 - 2010 Pontuais

...

PROCURAR

VIDEO

MÚSICA

Oiça as músicas